22
Fev 08

 Será que estava viva pensava ele mas pensando bem se estava morta porque e que o homem iria deixar comida e também falar com ela então devagarinho ele aproximou se dela quando chegou perto confirmou as suas suspeitas ela esta mesmo viva mas por pouco tento senta lá de encontro a arvore onde estava amarrada ela olhou fragilmente para ele mas não disse uma única palavra será que tinha língua o homem ainda não tinha caído em si parecia tudo um filme qual era a possibilidade de se perder num mato e encontrar um maluco psicopata no meio de um mato tudo na mesma semana ele tinha que ir a bruxa se sai-se daqui pensava ele ao mesmo tempo que pensava procurava no chão algo que ajuda se a tirar o cadeado da perna da mulher que continuava a olhar para ele no meio do entulho encontrou uns sapatos roupas velhas e estragadas de mulheres pareciam ao menos isso e lá viu um pedaço de ferro foi buscar para ver se dava mas infelizmente enquanto tentava partiu se era obviamente velho claro ele vindo da cidade nunca tinha visto ferro velho ao de leve ela abriu a boca e consegui dizer lá dentro ele que ate era esperto percebeu que a chave estava dentro da casa levantou se como um leão prestes a saltar em cima da pressa e foi directo a porta quando lá chegou parou e mais uma vez pensou será que isto e seguro, inteligente ou pior uma armadilha ao mesmo tempo que pensava sentia o terror a chegar os cabelos das costas levantavam os dentes batiam ele estava a morrer de medo este é o meu fim …. E depois come se uma voz magica fala se disse eu sou homem ou barata vou entrar abriu a porta levemente e sentiu logo o cheiro como se fosse um murro no estômago abriu mais a porta estava escuro não havia janelas devagarinho os olhos habituaram se a escuridão ele viu mesmo ao pé dele numa mesinha do lado direito da porta havia um candeeiro ele penso ser que há luz por aqui então tento acender a luz e como o mundo e redondo deu se luz ele olhou a sua volta e não conseguia acreditar nos seus olhos logo ali no meio do mato numa cabana velha mesmo a sua frente esta uma mesa cheia de coisas tudo que tu possas queres para comer desde peru a lagosta todinho ate vinho do melhor havia mas ele tinha que se manter concentrada afinal das contas havia uma rapariga lá fora quase morta o senão com o tempo que levo já morreu ele tinha que procurar a chave começou a olhar a sua volta e como se tivesse uma luz luminosa pendurada por cima a `dizer aqui estou ele viu a pendurada num grande prego rápida mente e sem tocar em mais nada ele foi buscar a chave ai saindo da casa olho mais uma vez para trás depois mais uma vez lembrou se da rapariga começou a correr quando tropeçou numa raiz velha que estava mesmo a porta e depois lá de longe ouviu naquele barulho que todos odeiam um arrepio subiu mais uma vez pelas costas o no estômago voltou e ate a vontade de vomitar “CORTAAAAAAA………. SEU ESTUPIDO E A TERCEIRA VEZ QUE CAIS AI NESSA RAIZ… VOLTAMOS A CENA DELE A ENTRAR NA CABANA OUTRA VEZ!!!”

Espero k tenham gostado

publicado por guyan às 15:29

comentário:
Lol
Gostei!!! Mas podias ter dado assim umas pontuações... mas se axas que assim é q é... Tou contigo!

Lol
thathys a 22 de Fevereiro de 2008 às 15:46

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
21
23

24
25
28


arquivos
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO